Resistência Arco Íris

Resistência Arco-Íris

Notícias

 

O referendo nacional do primeiro-ministro húngaro Viktor Orbán, que conquistou o quarto consecutivo mandato neste domingo (3), sobre os direitos LGBT não conseguiu reunir votos suficientes para ser validado. 

De acordo com informações da Bloomberg, menos da metade dos eleitores elegíveis votaram em cédulas válidas, mas, mais de 90% daqueles que votaram corretamente acompanharam o governo para que "propagandas LGBT sejam proibidas". 

Leia mais em:

https://revistaforum.com.br/global/2022/4/4/hungria-referendo-sobre-lei-anti-lgbt-no-obtem-votos-suficientes-para-ser-validado-112479.html

Em um comunicado publicado no domingo passado (27), o superintendente do distrito escolar local, Peter Ruby, declarou que Bowman violou as políticas do conselho ao falar sobre crenças pessoais, “tópicos políticos e religiosos, além de distribuir pulseiras”.

Leia mais em:

https://pleno.news/mundo/professor-gay-e-demitido-ao-dar-pulseiras-lgbt-para-os-alunos.html

Nos Estados Unidos, o jornalista Christopher Rufo, do City Journal, expôs vídeos que mostram diretores da Disney conversando sobre os esforços para abraçar a agenda LGBT e colocar personagens LGBTQ+ em desenhos infantis.

– Eu obtive um vídeo de dentro da reunião geral da Disney sobre o projeto de lei dos direitos dos pais na Flórida, no qual a produtora executiva Latoya Raveneau diz que sua equipe implementou uma “agenda gay nada secreta” e está regularmente “adicionando queerness ” à programação infantil – conta Rufo.

Leia mais em

https://pleno.news/mundo/jornalista-expoe-reunioes-da-disney-sobre-agenda-lgbt.html

O Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro lançou aplicativo de medidas protetivas da Maria da Penha. Assim, a mulher pode solicitar pelo link ajuda para se proteger de qualquer tipo de violência. Divulguem para outras mulheres esse aplicativo.

Você pode salvar vidas. https://www3.tjrj.jus.br/mariapenhavirtual/

 

Beatriz Grinsztejn, médica infectologista e chefe do Laboratório de Pesquisa Clínica em DST e HIV do Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas (INI/Fiocruz), coordenará no Brasil o estudo de implementação da profilaxia pré-exposição injetável utilizando o cabotegravir de ação prolongada. A pesquisadora também coordenou em nível global o ensaio clínico HPTN 083 em parceria com Raphael Landovitz, professor associado da Divisão de Doenças Infecciosas da David Geffen School of Medicine, na Universidade da Califórnia em Los Angeles, um dos estudos que serviu de base para o registro no FDA do cabotegravir injetável para prevenção.

O estudo de implementação é uma iniciativa pioneira no mundo. Considerada a mais recente inovação para prevenção do HIV, a PrEP injetável se mostrou altamente eficaz na redução de risco de infecção pelo vírus. A seguir Beatriz comenta sobre o estudo de implantação que será financiado pela Unitaid.

Leia mais em 

http://imprep.org/2022/03/28/entrevista-com-beatriz-grinsztejn-sobre-a-prep-injetavel-no-brasil/?fbclid=IwAR3lc9pCWYRLRzZlsMcktWKeDn1kvzfBsgoeVcRoDAJd3TVWM81BGe-olXc

Assista a matéria sobre PrEP injetável no Brasil, com Beatriz Grinsztejn, veiculada na GloboNews, em março de 2022 em

http://imprep.org/

 

Apoio