Resistência Arco Íris

Resistência Arco-Íris

Notícias

 

Amara Moira foi convidada para participar falar apenas sobre obras de temática/autoria LGBTQIA+ do século XIX e comecinho do XX, na @@uspfflch. Figuras inesperadas, obras intrigantes, novos olhares sobre a nossa velha conhecida literatura brasileira oitocentista e tudo isso na companhia maravilhosa des querides Mário César Lugarinho, Helder Thiago Maia, Natalia Borges Polesso, Caio Jade. Preparades? Inscrições gratuitas, até o dia 03/03. Link:

https://sce.fflch.usp.br/node/4427

As informações colhidas vão contribuir na criação de uma base de dados para o desenvolvimento de políticas públicas no âmbito estadual e nacional

O cadastro poderá ser preenchido de modo voluntário. A ideia é que o sistema seja útil para identificar necessidades das pessoas LGBTQIA+, já que o Censo 2022 do IBGE (Instituto Brasileiro de GeogEnrafia e Estatística) não incluiu perguntas que identifiquem essa população.

Leia mais em

https://gay.blog.br/noticias/prefeitura-de-sp-cria-cadastro-para-identificar-necessidades-de-lgbtqia-apos-bolsonaro-excluir-perguntas-do-censo-2022/?fbclid=IwAR1F183fAZOD_46djXn8I4ypN-q0AsRCQilrpFFaOFr4-bv8xGfWoCqGF_c

O que é um nome? O nome é aquilo que de fato nós somos. Leandra é o nome que o Brasil conheceu em 2017, um nome que representa o corpo no qual ela se reconhece.

"No último dia 17 tive meu perfil no Facebook atacado por grupos de ódio organizados em massa. O alvo foi uma foto com o amigo, também deficiente, Marco Gaverio (doutorando em ciências sociais UFSCar).Em suma, os ataques eram direcionados ao fato de termos nossos corpos bem longe do que o “padrão” podrão impõe."

Leia mais em:

https://midianinja.org/leandrinhaduart/doi-muito-ver-o-traveco-aleijado-tornando-se-referencia/

Ativista conta as violências que viveu durante gestação da filha, Linda Leone. E fala dos prazeres que experimentou: “adorava me ver barrigudo. Me achava lindo”.

"Nunca pensei que seria pai. Nunca me imaginei engravidando — eram coisas que não passavam pela minha cabeça. Até conhecer Amanda. 

Leia mais em:

https://www.brasildedireitos.org.br/atualidades/transmasculino-apollo-arantes-fala-sobre-gravidez-um-processo-transfbico?fbclid=IwAR2_7WWaV33zyXsR70nsvtFgBR8VTKL8W1SXQ6xzeZ0oDEGsUzmhrvUH0yg

 

Em um raro aceno de aceitação à comunidade LGBTI+, o Papa Francisco declarou nesta quarta-feira (26) que pais não devem condenar os filhos por causa de sua orientação sexual. “Apioiem seus filhos se eles forem gays”, disse durante uma audiência semanal no Vaticano, na qual fala sobre as dificuldades de criar uma família.

A fala de Francisco, entretanto, segue a linha de morde e assopra destinada à comunidade LGBTI+ desde que o argentino se tornou o líder máximo da Igreja Católica.

Leia mais:

https://revistahibrida.com.br/2022/01/26/apoiem-seus-filhos-se-eles-forem-gays-diz-papa-francisco/?fbclid=IwAR1rsYSOjbomo8u7S5NzLe1hwwH49_EGi0hwNN1j2WtzOeVKh3fPKwVCTYE

Apoio