Resistência Arco Íris

Resistência Arco-Íris

Notícias

 

A ANTRA convida a todas as pessoas trans para preencher nosso formulário criado para traçar um diagnóstico a fim de identificar como o acesso a retificação registral está sendo feito para a população trans. Os resultados serão usados para pensarmos articulações que visam garantir a efetivação e acesso dessa importante conquista, assim como superar as dificuldades e lacunas deixadas sem respostas, denunciar omissões e transfobias institucionais

.Este formulário leva 5 minutinhos para ser totalmente preenchido e é exclusivo para as pessoas autodeclaradas travestis, mulheres e homens trans, transmasculines e pessoas NB, em todo território nacional.

Acesse: https://forms.gle/5MwPDKWFtiormi9C9

 

?Prezade parceire da causa LGBTI+,Quer nos ajudar a divulgar a 9ª turma de Empreendedorismo Micro Rainbow Brasil? É simples!

Basta acompanhar, curtir e compartilhar nossos posts em suas redes/páginas: https://www.facebook.com/487709291289412/posts/5120642221329406/https://www.instagram.com/p/Cb0G9EeLLFa/?utm_medium=copy_link

Nosso curso é gratuito, online e aberto para todo o Brasil. Já formamos 245 alunes LGBTI em 8 edições e seguimos trabalhando pela inclusão socioeconômica de todes!!

Inscrições até 24/04. Maiores informações na ficha de inscrição: https://mrifoundation.global/brasil-curso-inscricao/Nos vemos na luta! ?️‍??‍⚧??

Especialista explica questões fisiológicas e como novas diretrizes do COI podem significar retrocesso na inserção de transexuais no esporte

A neozelandesa Laurel Hubbard foi a primeira atleta transgênero a competir em uma Olimpíada, nos Jogos de Tóquio. A participação da ex-halterofilista gerou polêmica e críticas de rivais, que acreditavam em uma suposta vantagem injusta na competição por conta de seu gênero de origem. No entanto, Laurel sequer chegou a disputar medalha. A atleta saiu do evento sem conseguir realizar nenhum levantamento na categoria acima de 87kg. 

Este fato levantou uma dúvida para os críticos à inserção de mulheres trans no esporte: se a vantagem é injusta, por que Laurel ficou fora do pódio? 

Leia mais em:

https://www.terra.com.br/nos/esportistas-trans-levam-vantagem-injusta-sobre-mulheres-cis,62779caf182d395ff524e51d3d08ba76xef8kx8f.html

Trans, a candidata Paula foi chamada de portadora de próstata.

O perfil WDI Brasil, que pretende consagrar a luta dos direitos das mulheres a partir do sexo, se pronunciou após ser acusado de transfobia. O perfil referiu-se a pré-candidata à Câmara dos Deputados pelo Distrito Federal, Paula Benett, como portadora de próstata. Paula é trans. “Preenchendo as cotas das mulheres com portadores de próstata. Inclusão pra c4r4lh*!”, disse o perfil.

leia mais em:

https://observatoriog.bol.uol.com.br/noticias/politica/wdi-brasil-se-pronuncia-apos-acusacao-de-transfobia-envolvendo-pre-candidata-trans-no-df

 

O major-general Abdulaziz Abdullah Al Ansari disse que os casais LGBTQIA+ serão bem-vindos e aceitos no país, mas pediu que não se manifestem publicamente. “Você quer demonstrar sua visão sobre o movimento (LGBTQIA+), demonstre-a em uma sociedade onde ela será aceita. Assista ao jogo. Isso é bom. Mas não venha e insulte toda a sociedade por causa disso”, afirmou.

Leia mais em:

https://www.redebrasilatual.com.br/esportes/2022/04/copa-do-mundo-catar-bandeiras-arco-iris/

Apoio