Resistência Arco Íris

Resistência Arco-Íris

Notícias

 

Alana Helena Vargas é artista, ativista trans e Secretária de Arte e Cultura da ANTRA. Colaboradora do Resistência Arco-Íris, ela coordenou reuniões de consulta e planejamento do aplicativo Dandarah junto à comunidade LGBTQI+ em Aracaju (SE). 

Alana concedeu entrevista para a revista italiana Piccole falando de seu trabalho nas organizações de ativismo trans, sobre a luta diária por uma sociedade mais justa e igualitária e sua participação no 1º Congresso Internacional OnLine Latinoamerica Trans-Europa 2020, no dia 28 de junho. Confira o video da entrevista: https://www.ilpiccolemagazine.tv/interviste/video-intervista-ad-alana-helena-vargas-mai-smettere-di-sognare/

Abaixo a íntegra da entrevista em português:

Alana Helena Vargas: "Nunca pare de sonhar"

A Revista Piccole tem o prazer de apresentar a Alana Helena Vargas, técnica de análise clínica, artista performática, secretária de arte e cultura da associação nacional de travestis e transexuais (ANTRA), membro do fórum nacional de travestis e transexuais negros (FONATRANS). Nesta entrevista, ele fala sobre a luta diária contra a LGBTfobia, cada vez mais difundida no país, classificada em primeiro lugar por homicídios de feminicídio e LGBT: o Brasil.

Através de sua arte, ela traz uma mensagem de conscientização e conscientização do mundo LGBT para um país mais justo e igual. Ela também nos diz que recentemente alcançaram uma bela vitória, o Tribunal Federal Superior do STF, de fato, criminalizou a LBGTfobia. Apesar disso, muitas pessoas ainda não levaram isso a sério e continuam a cometer crimes contra a população.

Uma de suas performances se concentra precisamente em ensinar à comunidade LBGT a luta e o reconhecimento de seus direitos, deixando clara a mensagem de que o oposto é um crime. Juntamente com as associações e, graças ao apoio do ministério público, federal, provincial e municipal, traz para as escolas, universidades e espaços públicos um projeto de reconhecimento e conscientização pelo direito à igualdade.

A ANTRA (Associação Nacional de Travestis e Transexuais), juntamente com o IBTE (Instituto Brasileiro de Educação Trans), participam da catalogação desses crimes, relatando posteriormente à ONU os crimes cometidos contra pessoas trans.

Ela fará presença internacional como representante do repúdio à discriminação e à desigualdade no 1º Congresso Internacional Trans OnLine América Latina-Europa 2020. Surpresa com o convite, não hesitou em aceitar e, como ativista da população trans, sente-se honrada em ser a porta-voz dessa comunidade e em se apresentar com suas performances artísticas. Ela revela que, para a ocasião, preparou um desempenho muito forte que promete causar impacto e deixará uma marca em todos os espectadores.

Ela também nos conta como as associações estão vivenciando e ajudando transexuais em isolamento social pela emergência do COVID-19 no Brasil. Ela ressalta que o isolamento para os trans não é novo, pois eles sempre foram isolados da sociedade e, infelizmente, essa é a realidade. 'Coletamos doações de alimentos, necessidades básicas, produtos para limpeza e higiene doméstica, como álcool em gel, distribuindo-os para a população trans', diz Alana Helena Vargas. 'Enquanto estiver no Rio de Janeiro, a região também divulgou um fundo para ajudar financeiramente os transexuais que têm que pagar o aluguel, nada chegou até nós ... Eles não têm dados de óbito confirmados para COVID-19 de pessoas trans, esperamos que seja positivo e que mostre que estão fazendo um ótimo trabalho com isolamento social e com todas as precauções necessárias para conter a contaminação.

Alana Helena Vargas conta que seu maior sonho é viver em uma sociedade justa e igual para todos, mesmo que viva no país em que há mais mortes que a população trans e sofra todo tipo de discriminação e exclusão. A população trans começa a lutar desde que se identifica como transexual, mas Alana recomenda que todos nunca parem de sonhar.

Convidamos todas as pessoas a participarem do 1º Congresso Internacional OnLine Latinoamerica Trans-Europa 2020, de 25 a 28 de junho, e convidamos você a não perder a maravilhosa apresentação de Alana Helena Vargas em 28 de junho!

                                                                                                                 ***

Nesta sexta-feira (03/07) a Fundação Oswaldo Cruz realiza um seminário virtual pelo Dia do Orgulho LGBTQIA+. Promovido pelo Comitê Pró-Equidade de Gênero e Raça e idealizado pelo Grupo de Trabalho sobre Diversidade (GT Diversidade) do Comitê o seminário mobiliza a instituição, artistas e ativistas para debater o tema Desafios para a construção de políticas pela diversidade e reconhecimento da população LGBTQIA+. 

Confira a matéria completa em: https://portal.fiocruz.br/noticia/fiocruz-realiza-seminario-pelo-dia-do-orgulho-lgbtqia

Nesta quinta-feira, dia 11/06, o Instituto Transformar promove a live PARLATRANS - Pensando a Diáspora Negra com Erika Hilton, Alessandra Ramos,Jaqueline Gomes de Jesus e Théo Souza, grandes ativistas e intelectuais trans negres. 

 

Nesse lindo artigo da ONU Mulheres três lideranças brasileiras falam sobre as experiências e estratégias de cuidado e resistência para mulheres LBT na pandemia de Covid19. Com a palavra: Bruna Benevides (ANTRA), Michele Seixas (ABL e GASC) e Alyne Ewelyn (LBL): 

http://www.onumulheres.org.br/noticias/mulheres-lesbicas-bissexuais-e-transexuais-contam-os-desafios-da-populacao-lbt-na-pandemia-da-covid-19/

Pesquisa Resistência Arco-Íris

No dia 18 de dezembro, no Salão Internacional da ENSP, ocorrerá o evento de encerramento e apresentação dos resultados da pesquisa Resistência Arco-Íris.

Apoio