Resistência Arco Íris

Resistência Arco-Íris

Uma de nossas grandes potências na luta pelos direitos humanos e das pessoas LGBTQIAP+, especialmente das pessoas travestis e transgênero, nos deixou tão precocemente. Alessandra Ramos, partiu no dia 15/05/2022, dia Nacional do Orgulho de Ser Travesti e Transxual. Reproduzimos a nota de pesar do Grupo Arco-Íris que homenagea  a produtora cultural e ativista e narra com louvor seu rico percurso.

Alessandra Ramos Makkeda, presente!

NOTA DE PESAR

Alessandra Ramos (Makkeda) - 08/10/1981 – 15/05/2022

O Grupo Arco-Íris está de luto e lamenta a partida precoce da doce e querida Alessandra Ramos na tarde deste domingo. Segundo a família, ela não estava se sentindo bem e na tarde de domingo teve um mal súbito, vindo à óbito. Ela iniciou sua trajetória ativista no Grupo Arco-Íris, ainda antes de sua transição, em meados dos anos 2000, participando de atividades comunitárias, dentre estas como intérprete de Libras no projeto de prevenção voltado para homens gays surdos e na organização da Parada do Orgulho LGBTI+ do Rio.

Após sua transição para o gênero feminino, passando por altos e baixos, atuou no Programa Rio sem Homofobia, no Conselho Estadual LGBTI+, no Grupo Pela Vidda RJ, Criola, Fórum TT do RJ e por entre várias instituições e redes da sociedade civil organizada, tendo se tornado uma das mais expoentes e potentes vozes negras do Movimento LGBTI+ Brasil. Dotada de um carisma e inteligência ímpar, falava vários idiomas e participou de várias atividades em redes nacionais e internacionais nos movimentos sociais. Com forte atuação no controle social da saúde e no movimento de prevenção ao HIV/AIDS, atuava como uma das coordenadoras de mobilização comunitária do projeto ImPrEP Brasil, do INI-Fiocruz.

Fundou e presidiu o Instituto Transformar Shelida Ayana, um coletivo de Mulheres e Homens Trans, Transmasculines, e Travestis, atuando no combate à LGBTIfobia, na promoção dos direitos humanos e no combate à desigualdade racial e de gênero. Além disso, era Coordenadora da Área de Mulheres Trans da Aliança Nacional LGBTI+ e ainda grande parceira do Movimento de Homens Trans e pessoas Transmasculines, especialmente da Liga Carioca Transmasculina João W. Nery. Também era uma voz importante na luta pelos direitos da população LGBTI+ encarcerada, participando de diversos espaços de debate junto à Gestão Pública do Sistema Penitenciário. Foi assessora parlamentar do então Dep. Federal Jean Wyllys e atualmente era assessora da Dep. Estadual pelo Rio de Janeiro Dani Monteiro do PSol.

Grupo Arco-Íris de Cidadania LGBTI+

Apoio